Iluminação pública com tecnologia led vale a pena?

Usar ou não a tecnologia led para compor a iluminação pública do seu município? Eis a questão! Respostas no artigo.

Iluminação pública com tecnologia led

O uso de lâmpadas led na iluminação é visto como uma oportunidade para mais eficiência energética e economia de energia. A efetividade e o fluxo luminoso dos dispositivos aumentaram nos últimos anos, de modo que agora são possíveis aplicações em locais públicos.

Leds apenas podem explorar o potencial em conexão com luminárias modernas. Uma luz de rua modernizada requer: Caixa, um módulo de led, a fonte de alimentação (driver) e um sistema óptico para controlar luz como lentes ou refletores, por exemplo.

Atualmente, a eficácia luminosa dos leds já é maior do que das lâmpadas convencionais usadas na iluminação pública. No entanto, o desenvolvimento da tecnologia ainda não está completo.

Quais são as vantagens de usar leds na iluminação pública?

É a longa vida útil que pode ir de 30 mil a até 60 mil horas, equivalente a cerca de dez anos.

Menos degeneração do que com lâmpadas convencionais também é um benefício. Ao contrário das lâmpadas fluorescentes não há fluxo luminoso reduzido a baixas temperaturas no uso de led.

Fácil ajuste ao fluxo luminoso necessário devido à boa capacidade de escurecimento também é benefício, assim como a facilidade de usar as produções no software de drivers modernos.

Quais são os principais pontos negativos do emprego de led?

Sensível à alta temperatura em operação como 65 ou 75 graus celsius. Difícil de adaptar as luzes existentes porque a luz “direcionada” emerge do led. Também há maior emissão de luz com “cores claras não naturais”.

Quais são os desafios do uso de led como luz pública?

Primeiramente vale a pena se ater à proteção de sistemas eletrônicos contra sobretensões e cargas eletrostáticas, como, por exemplo, durante as tempestades.

A dinâmica do desenvolvimento exige inventário de peças de reposição, prazo de entrega, interfaces, armazenamento, entre outros pontos.

Solar

No passado, as luzes led com fonte de energia solar também foram testadas. No entanto, essa técnica se mostrou problemática por exposição ao sol reduzida nos meses de inverno, capacidade de bateria reduzida devido ao frio e vida útil limitada das baterias usadas.

Também não é garantida a confiabilidade ou a longevidade dos componentes eletrônicos como tecnologia de carregamento e células solares.

Isso significa que não é garantido que as áreas de tráfego sejam iluminadas de acordo com as normas, especialmente nos meses de inverno de regiões mais frias no país.

Os custos de instalação por pontos de luz são semelhantes aos dos sistemas convencionais. No entanto, gastos de gerenciamento operacional superam os custos dos sistemas de iluminação convencionais.

Por esse motivo, atualmente a tecnologia de iluminação solar não é usada para ser compatível com os padrões de parques e áreas de tráfego.